quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Poema: Quadrela.


Silêncio lá fora.
Bagunça aqui dentro.
Sussurros meliantes
Badernas incessantes...

João-ninguém nem conversa,
Nem escreve, nem cria:
Só navega e emoticons envia.

Outros dizem ser,
Mas nada são.
Todos gritam,
Sem bradar! 

Quem quer vem sem esperar:
Petiscos, vinho tinto,
Salgados e diversão
(E cada um com o seu par)
Todos a se deliciar!

Ressaca muda.
Madrugada escuta:
Sexta pode brindar!

Joyce Gomes
16 de abril de 2017


---
Guitarra Flutuante 
Contato: joycegomes73@hotmail.com
Facebook: Guitarra Flutuante
Google Plus: Guitarra Flutuante

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Poema: A vida

A vida é sagacidade.
A tristeza vem,
E cala a felicidade.
Vai-se a tristeza,
Vem prosperidade.
Vai-se alegria e
Fica a ansiedade.

A vida é dissimulada.
É poupança zerada
É conta aumentada.
É amigo se ausentando,
Antes de se aproximar.

A vida é dualidade.
É a tempestade demente
Após a tranquilidade.
A florescer belamente...

Joyce Gomes



---
Guitarra Flutuante 
Contato: joycegomes73@hotmail.com
Facebook: Guitarra Flutuante
Google Plus: Guitarra Flutuante